sábado, 15 de março de 2008

Progressistas e comunistas

E confirmando uma tese do Upiara, colega com quem trabalhei na segunda e the flash passagem por A Notícia, a vereadora Ângela Albino (PC do B) votou "com o PP" no processo contra o também vereador Xandi Fontes (PP). Somente ela e João Aurélio Valente, correligionário de Fontes, tentaram evitar a suspensão por 60 dias do ex-presidente da Federação Catarinense de Surf (Fecasurf).

Do outro lado, saíram vencedores Gean Loureiro (PMDB), relator do processo, Walter da Luz (PSDB) e João Batista Nunes (PR). Os dois últimos, reconhecidamente adversários diretos de Fontes. Esta confusão toda iniciou quando Marcílio Ávila, parlamentar cassado que conseguiu retornar à Câmara da Capital, em outubro de 2007, e fez acusações contra o rival, que teria usado de modo irregular dinheiro público durante a realização da etapa brasileira do Circuito Mundial de Surf.

Foto: Edu Cavalcanti

Ângela Albino: ponto de vista

Creio que a sempre simpática vereadora vá negar que seu voto tenha outro significado além de justificar o seu ponto de vista sobre o impasse. Mas é inevitável pensar que o PP está de olho nos 8% que Ângela Albino garantiu em uma das primeiras pesquisas de intenção de voto feitas sobre as eleições de outubro próximo. E, depois que o PP já fechou parceria com o PT, não seria de estranhar uma tentativa de aproximação com o PC do B. Afinal, em eras de globalização, de mudança de dogmas, estilos e ideologias, que mal pode fazer?

Em uma eventual desistência do casal Amin, únicos dentro do PP com chances reais de superar o prefeito Dário Berger (PMDB) nas urnas, uma dobradinha entre progressistas e comunistas certamente colocaria muita pimenta no esperado caldo fervente que serão as eleições na capital de todos os catarinenses. Isso, obviamente, é mera especulação. Nenhum dos partidos que vão para a disputa confirmam nada até o momento. As únicas verdades são os pré-candidatos oficiais - Ângela, Dário, Cesar Souza Júnior (DEM) e Marcos Vieira (PSDB) - e a afirmação de todas as siglas sobre as conversas para eventuais alianças, quer seja no primeiro ou no segundo turno.

Um comentário:

Upiara Boschi disse...

Ainda não é oficial. O DC é o único jornal do país que chama o DEM de D25. Na matéria eu falei disso.

Sobre o post... a eleição de fpolis vai ser divertida
=)