quarta-feira, 14 de maio de 2008

Operação: Queensrÿche

Sexta-feira, 16 de maio de 2008. Finalmente vou ver o Queensrÿche ao vivo. Perdi a chance na segunda edição do Rock In Rio e em uma outra tour deles pelo país. Esta foi traumática. Fui até Curitiba, com ingresso comprado, para descobrir que o festival fora cancelado. Mas, agora vai...

Já se sabe que eles NÃO vão fazer os shows que vinham fazendo no hemisfério Norte. Não teremos os álbuns "Operation: Mindcrime" e "Operation: Mindcrime Part 2" tocados na íntegra. Afinal, é o Brasil, e aqui sempre "tem que ser" pior. O grupo optou por apresentações com cara de best of. Sorte é que a tour manager da excursão pela América do Sul é minha amiga e já me tranqüilizou. Depois do show em Belo Horizonte, semana passada, ela orientou os caras a incluírem mais faixas da obra-prima "Operation: Mindcrime". E eles, segundo ela, toparam.

Trata-se de um álbum clássico. Vendeu mais de 1 milhão de cópias worldwide. E isso é uma marca mais do que considerável para um estilo impopular como o rock pesado. Reza a lenda que Bruce Dickinson, vocalista do Iron Maiden, teria questionado o baixista Steve Harris à época do lançamento de "Operation: Mindcrime" (1988). Algo do tipo, "por quais motivos o nosso último disco não é tão bom assim?".

Abaixo, eis a sequência de abertura do DVD "Operation: Livecrime":



Na parada da revista norte-americana "Billboard", que mantém uma biografia do grupo neste link aqui, o disco alcançou o 50º lugar. E até hoje, 20 anos depois, está na lista dos preferidos de 90% dos músicos de heavy metal.

Particularmente, este show em São Paulo vem mais do que em boa hora.

2 comentários:

Alexandra disse...

Oi Magoo!
Obrigada pelo link para o BaldiBlog.
Assim que eu aprender como se faz, vou retribuir a gentileza, ok?
Abraço
Alexandra

Dogman disse...

Hoje já é dia 21...
Conta tudo, conta tudo!!!