terça-feira, 23 de junho de 2009

Mais uma chance para a memória catarinense

Surgiu uma esperança na luta para evitar o completo desaparecimento do arquivo fotográfico do jornal "O Estado", citado no post anterior. O Grupo de História e Patrimônio da Universidade do Estado de Santa Catarina (Udesc) e um grupo de jornalistas independentes se uniram para ir atrás de amparo legal e de tornarem público o que restou do outrora melhor periódico catarinense.

O primeiro reforço será a participação da gerente de patrimônio cultural da Fundação Catarinense de Cultura (FCC), Karla Fonseca. Ela deve ir amanhã, dia 24, no que restou das instalações do "Mais Antigo", na SC-401, no bairro Monte Verde para conferir in loco a dramática situação e o descaso com artigos que contam a História de Santa Catarina. Depois disso, a idéia é que ela tome as devidas e possíveis providências legais para que o governo estadual consiga, ao menos, em princípio, garantir que os filmes e contatos fotográficos que estão lá jogados, abandonados, esquecidos, possam ter outro destino.

7 comentários:

Alexandre Gonçalves disse...

Boa notícia. Vou replicar e espalhar por aí.

Dauro Veras disse...

Boa notícia, meu caro! Citei no meu blog.

Dora disse...

Olá Bonassoli, gostaria de saber se você tem o contato deste grupo pois também gostaria de ajudar com a causa. Abraços.

Sergio Rubim disse...

Ô Bonassoli me atualiza ali ao lado: www.cangarubim.blogspot.com
Abraço
Canga

Marco Antonio Zanfra disse...

Acho indispensável que se preserve o acervo, Magoo. Se bem que, quando trabalhei em "O Estado", achava terrível e às vezes impossível localizar uma foto para a página de polícia. Não sei se o problema era falta de material ou desorganização, mesmo.

Carlito Costa disse...

Boa notícia, mas parece ter vindo tarde demais. Pelo que um colega apurou no local, o que havia de mais precioso já foi saqueado há tempos.

Jorge Massarolo disse...

Oportuna denúncia colega.
É lastimável ver a memória do EStado, e do jornal, no lixo. Para quem trabalhoou no "mais antigo", é triste ver este fim.
Massarolo