segunda-feira, 25 de janeiro de 2010

Da criatividade dos colunistas políticos

Admiro muito a criatividade dos colunistas políticos da chamada "grande imprensa" catarinense. Todos colegas experientes, com longa lista de serviços prestados ao jornalismo. Mas em alguns momentos eles saem com teses prá lá de mirabolantes. Em ano eleitoral então, é uma grandeza. Se bem que, o sacrossanto ano eleitoral de 2010 começou em 2009.

Assim, são 2 anos especulando as prováveis, possíveis e impossíveis configurações do cenário político em Santa Catarina. Uma hora o P.Isso vai se aliar ao P.Aquilo. Na outra o P.Aquilo flerta com o P.Aqui, enquanto o P.Acolá cerca o P.Isso bem na cara do P.Aquilo. E ainda bem que não existem mais ideologias políticas, né? É um festival de teorias da conspiração.

Não me levem a mal, não estou criticando uns nem acusando outros. Tenho real admiração pela escrita dos colunistas políticos. Os detalhes do texto, as ironias e sugestões subliminares são impecáveis em alguns casos. Este post é um mero exercício de observação. Obviamente, presumo, todos os colunistas têm lá seus critérios de apuração e redação de notas e teses. Imagino que sejam embasadas em palpites sérios - ok, uns nem tanto - de determinadas figuras, políticos de carteirinha ou não. Mas que isso é engraçado, não tenho dúvidas.

3 comentários:

Upiara Boschi disse...

O tabuleiro partidário catarinense levou um bico em 2006 e vai demorar a se recompor. As únicas duas coisas que ainda não valem são alianças entre o PLHS e o PAMIN e entre o PJKB com o PTistada. O resto vale.

Marco Antonio Zanfra disse...

Especular é uma coisa, subestimar a inteligência alheia é outra. Teve colunista político que assumiu, apesar dos indícios em contrário, a defesa intransigente e incansável (nove entre dez notas da coluna) do Pavan, chegando a divulgar teorias mirabolantes de conspiração para tapar as evidências com a peneira. Chegou a afirmar que a PF só investigara o vice para beneficiar a cadidatura do "chefe" Tarso Genro no Rio Grande do Sul. Ora, e o que é que tem o cós com as calças? Esse "colunista" abanou tanto o rabinho para o Pavan que deve ter ganho alguns biscoitinhos a mais. Nem um assessor de imprensa assumiria a defesa do homem com tanta desenvoltura (ou falta de vergonha na cara, o que lhe parecer melhor).

Marco Antonio Zanfra disse...

E o que vocês acham dessa novidade do vice-governador? É jogo de cena, confiando em que a AL não dê a autorização, ou ele acha mesmo que todos os indícios, gravações e provas não seriam suficientes para condená-lo?