sexta-feira, 12 de outubro de 2007

Brasil melhora no "ranking da fome", mas não muito

Li no UOL que a BBC divulgou uma matéria que mostra o Brasil como um país que vem melhorando no combate à fome. "Um índice calculado por organizações internacionais mostra que o combate à fome avançou no Brasil entre 2003 e 2004, acelerando o passo de uma fenômeno que vem se registrando desde os anos 90", revela o texto.

"No Brasil, o Índice da Fome, calculado para 118 países pelo Instituto de Pesquisas sobre Políticas Alimentares (IFPRI), com sede em Washington, caiu de 5,43 em 2003 para 4,60 em 2004. Em 1990, o indicador chegava a 8,33 e em 1981, a 10,43."

Agora estamos em 24º lugar no "ranking da fome". Estávamos em 28º antes. "Mas a entrada e saída de países na lista dificulta uma comparação", diz a BBC.

Pela avaliação do IFPRI, o Brasil vai bem, e está no caminho para cumprir suas metas do milênio, "que, entre outros objetivos, prevêm que o mundo chegue a 2015 com um nível de fome equivalente à metade do de 1990."

Muito bom. Muito bonito. Mas se não fosse tanto dinheiro que some dos cofres públicos, em cidades, estados e na capital federal, poderíamos facilmente estar entre os 15 primeiros. Talvez até entre os 10 primeiros. Ainda falta muito.

[Ouvindo: Gamma Ray - Salvation´s Calling - Álbum: Land Of The Free]

Um comentário:

Magui disse...

Melhor fariam se controlassem as bocas que aumentam por conta da paternidade irresponsável. Vasectomia neles.