terça-feira, 6 de novembro de 2007

Ventos da mudança

O "mercado" de comunicação de Florianópolis vive, outra vez, momentos de ebulição e incertezas nos últimos dias. Desde que a direção da Rede SC, afiliada do SBT em Santa Catarina há 18 anos, anunciou o rompimento (amigável) com Silvio Santos e uma parceria com a Record, nos corredores das redações, em mesas de bar onde se reúnem jornalistas, não há outro assunto.

Para nós, funcionários da Rede SC, o clima é de expectativa total. Afinal, a empresa passa a trabalhar diretamente ligada à RIC, o braço paranaense do grupo. Isso representa a consolidação como o segundo maior conglomerado de comunicação no Sul do país. Todos os detalhes podem ser conferidos em uma longa entrevista do vice-presidente da Rede SC, Marcelo Petrelli, no site Acontecendo Aqui.

Depois da compra do jornal A Notícia pela RBS, a primeira colocada no ramo, que instalou um monopólio no jornalismo impresso catarinense, parecia que nada mais aconteceria por estas plagas. Agora, ventos de mudança trazem, no mínimo, muita expectativa.

[Ouvindo na Bonassoli FM: Sepultura - Territory - Álbum: Chaos A.D.]

2 comentários:

Dogman disse...

Eu li a entrevista do Petrelli. Pra sorte de vocês (e azar nosso) ele não conseguiu levar o Cacau Menezes pra Rede SC.

Anônimo disse...

Será que agora minha contratação pelo "Notícias do Dia" sai? Ou agora é que não sai mesmo.

Marco Zanfra