quinta-feira, 6 de novembro de 2008

Quem disse que tecnologia é ruim?

De uns meses para cá resolvi me render à prática do download dos seriados de TV sem esperar pela estréia no Brasil. Não sou favorável à pirataria, mas sou muito mais contrário à demora dos canais pagos em nos mostrarem as novidades.

Mas a ansiedade e a curiosidade pelos novos rumos de "Prison Break", "Burn Notice", "Heroes", "Smallville" e "Californication" - em breve de "Lost" e "24 Horas" - me dominaram. Derrubei minha ideologia e abracei às facilidades que a tecnologia permite. Sou, como certamente já disse neste blog, antiquado e tradicionalista. Costumo demorar muito, mas muito mesmo, a entrar "na moda".

Eu já vinha fazendo isso com menos intensidade há alguns meses. Estava testando, talvez. Testando se iria mesmo contra o que sempre defendi. Descobri alguns sites que oferecem praticamente todas as séries de TV já produzidas, ativas ou canceladas, tudo com legendas ou na versão original. Foi assim que revi "Túnel do Tempo" e "Planeta dos Macacos" e estou acompanhando "Roswell" e "Invasion", que, à época de sua exibição não pude ver por não contar com as mordomias que os canais pagos disponibilizam.

"Burn Notice" foi uma das ótimas novidades que assisti neste ano. A primeira temporada me agradou bastante. E a segunda está ainda melhor. Bom texto, humor na dose certa, clichês bem administrados e o visual impactante de Miami. Jamais havia pensado que aquela cidade pudesse ser assim tão atraente.

"Californication"... foi algo bem semelhante. Mas neste segundo ano estou começando a ficar dividido. Acho o texto explícito demais. Palavrão demais, cenas de sexo demais (claro, sexo insinuado). Mas a interpretação do Agente Mulder.. ops! do David Duchovny... é, a cada novo episódio, ainda mais impagável, além do texto ser excelente. Santa contradição!

"Prison Break", por outro lado, é o que há de melhor. Quando eu pensava que os roteiristas já não tinham mais para onde levar a trama "fuga de presídio", eles surpreendem novamente. Mesmo que tenham se afastado completamente do fator presídio. Agora os personagens estão presos... na rua! Só vendo para compreender.

Enquanto a namorada não está aqui para assistir comigo e eu ainda consigo um pouco de tempo livre após o advento do novo emprego, vou me divertindo. Mas haja paciência para o retorno de Jack Bauer e da turma daquela ilha... a matriz de Florianópolis.

2 comentários:

Marco Antonio Zanfra disse...

Foi só começar no serviço público e já arrumou tempo para piratear os seriados todos?

Fausto disse...

Eu também não vejo problemas em baixar séries que não foram reprisadas ou que sequer chegaram por aqui...
Mesmo pq, das séries que eu gosto, no final das contas eu acabo comprando os boxes (ok ok, faltam MUITOS ainda).
abs
Fausto